quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Ontem fizemos uma festinha surpresa para comemorar o aniversário da nossa colega Daniela Bueno, desejamos a você tudo de bom, e que esses momentos alegres estejam sempre presentes na sua vida!!
E desejamos o mesmo para a nossa professora Lucimar Pedroso, que também comemora mais um ano de vida!!! Parabéns e tudo de bom para vocês!!!


                                                                Izadora Bajon Jacques

domingo, 16 de setembro de 2012

Kálita Vieira












 


Foto: Dia mais que perfeito




Kálita Vieira

Escolhi o curso normal, pois no meu ponto de vista ser professor não é apenas uma profissão como todas as outras, mas ser professor é ser à base de tudo, sem professor não se tem cidadãos, não se tem saber, não se tem profissão.
Este é o meu motivo de estar estudando no curso normal, para formar cada vez mais pessoas direitas, para que eu possa fazer a diferença.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Há algo anormal com o curso normal?


Nosso Projeto de Pesquisa


video

Projeto

Neste sábado, dia18, As Normalistas estarão participando do seminário promovido pelo NEPSO na UCS - São Sebastião do Caí, apresentando o resultado de seu projeto de pesquisa: HÁ ALGO ANORMAL COM  O CURSO NORMAL? Aguardem notícias.

sábado, 28 de julho de 2012

De volta a rotina

E as férias acabaram...

Estamos esperando que a turma 2207 volte com toda a inspiração, pois já deixaram de lado a preguiça e descansaram bastante. Que essas mentes brilhantes voltem com muita criatividade e disposição. Não se preocupem com as tarefas, só não as deixem acomularem e tudo vai se encaixando aos poucos e daqui alguns meses vocês terão férias de novo. É só uma questão de tempo, concentração e calma. Ah! Espero que tenham aproveitado essa folguinha e tenham terminado todos os trabalhos, não é?!

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Jéssica Marques



No dia de hoje, a turma 2207 parabenizou com alegria uma de suas integrantes, a querida Jéssica Marques, que completou seus 16 anos. Quero deixar marcado aqui, esse dia tão especial para ela. Assim como desejamos muita alegria, realizações e tudo que há de bom.

Jamiéli Martins

Larissa da Silveira
  
Escolhi o Curso Normal porque pra mim ser professor é uma profissão linda, cheia de gratificações,  contribuir para o futuro de alguém é muito importante,  fazer parte  do processo de aprendizagem das pessoas e saber que estarei fazendo a diferença para a educação, não tem dinheiro que pague. Essa profissão não é valorizada mas as  gratificação que um professor é proporcionado faz com que pessoas como eu escolham esse curso.




quarta-feira, 20 de junho de 2012







Maria Júlia Ramos Maurício


Escolhi o Curso Normal  pois é muito gratificante poder ver pessoas aprendendo conosco. Pois o futuro professor irá contribuir para o futuro das crianças e poderá contribuir para que o Brasil amanhã seja um país melhor. Ser professor tem sua importância no mundo, pois tudo começa na escola,um médico só se forma pois teve uma professora para lhe ensinar. 

domingo, 3 de junho de 2012






Marla Oliveira

       Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho. A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda.
             Por esse motivo escolhi essa profissão, pois luto diariamente com várias dificuldades, e acredito que se conseguirmos fazer com que nossas crianças de hoje se transformem em grandes águias, nossa sociedade sera mais justa!!

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Ingresso no magistério e formação de professoras

Poucos compreendem que o ingresso das mulheres, tanto nos cursos de nível superior quanto no mercado de trabalho, e as conquistas no âmbito legal, são frutos de lutas, tanto do movimento feminista, quanto de mulheres batalhadoras que contribuíram para que novos espaços fossem ocupados por elas. As mulheres viam no acesso ao letramento e ao conhecimento o caminho mais direto para a liberação feminina a  que estavam sujeitas, considerando que a educação e a instrução promoveriam avanços significativos na existência feminina.No entanto o acesso  à educação por parte das mulheres, revelou-se apenas como o início da luta, criados para formar e profissionalizar as mulheres, repetiam as normas ditadas por uma  sociedade extremamente masculina que visava uma educação  feminina voltada para o espaço doméstico.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Projeto Solidariedade




QUINTA-FEIRA (17/05/2012)
Asilo - Lar São Francisco

Momento Da Massagem E Do Salão


 Os Vovôs Esperando A Hora Do Conto
Hora do Conto:
 A Branca de Neve
 

Um Pouco De Música Para Lembrar DosVelhos Tempos:
Balão Magico


SEXTA-FEIRA (18/05/2012)
Asilo - Lar São Francisco

 
Carnaval De Inverno


Ginástica Laboral

 

SÁBADO (19/05/2012)
Instituto Estadual De Educação Professor Pedro Schneider

Apresentação Para A Comunidade Escolar



segunda-feira, 21 de maio de 2012



Nádia Oliveira
 
A educação exige os maiores cuidados, porque influi sobre toda a vida. Eu escolhi o Curso Normal porque admiro as pessoas que não só ensinam como aprendem e sinto uma vontade enorme de buscar novos conhecimentos e transmitir os meus para outros.

terça-feira, 15 de maio de 2012





Movimento “AS NORMALISTAS”






Nosso maior objetivo com o movimento


Saber se há uma desvalorização do Curso Normal de Nível Médio e conhecer as razões que a originam, para promover uma mobilização social, a fim de resgatar a importância dessa formação inicial para os profissionais da educação.





     Outros objetivos


·         Conhecer a opinião das pessoas sobre o Curso Normal de Nível Médio, através de uma pesquisa de campo;


·         Promover uma mobilização social para resgatar a importância e valorização do Curso Normal de nível médio para a formação inicial dos profissionais da educação.


·         Publicar, a partir dos dados coletados na pesquisa, um artigo sobre a necessidade e situação atual do Curso Normal.


·         Criar um blog para divulgar a pesquisa, e publicar assuntos referentes ao curso visando a mobilização através da rede social.




Pesquisa - Nepso – Nossa Escola pesquisa sua opinião


Sexo: (     ) Feminino      (     ) Masculino                       Idade: .................


Profissão: ....................................................................................................


1.     Em sua opinião, o Curso Normal nível Médio é um curso valorizado? Por quê?


(     ) sim. Porque as famílias incentivam os jovens a fazerem o curso e o governo valoriza os educadores através do pagamento de bons salários.


(    ) Não, porque a profissão de professor não é valorizada pela sociedade e pelo poder público.


(     ) Não, porque não é reconhecido como curso técnico e não é um curso superior.


(   ) Outro.


2.     A pessoa que pretende ser professor deve fazer o Curso Normal Nível Médio? Por quê?


(     ) Sim, porque ele fornece a base pedagógica necessária para trabalhar com a Educação Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental.


(     ) Sim , porque ele possui práticas de ensino muito importantes, que no curso superior não são feitas.


(     ) Não. Porque existe, em nível superior, o curso de Pedagogia que habilita para atuar nas séries iniciais do Ensino Fundamental.


(     ) Outro.


3.     Qual a razão que leva as pessoas a fazerem o Curso Normal Nível Médio?


(     ) Vocação para o Magistério, e gosto por trabalhar com crianças


(     ) Ter uma base pedagógica para fazer o curso superior em Pedagogia.


(     ) Poder trabalhar apenas um turno diário .


(     ) Outro.


4.     Por que os professores homens, em sua maioria, optam por não fazer o Curso Normal Nível Médio?


(     )Porque não têm vocação para serem professores.


(     ) Porque preferem trabalhar com alunos maiores, a partir do 6° ano e Ensino Médio.


(     ) Por preconceitos existentes na família e sociedade.


(     ) Outro.


5.     Deve ser permitido aos professores, que têm somente o Curso Normal Nível Médio, a realização de concurso público para atuação na Educação Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental?


(     ) Sim, porque o Curso Normal Habilita o professor para atuar nesse nível de ensino.


(     ) Sim, porque a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, admite o Curso Normal como formação mínima para atuar na Educação Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental.


(     ) Não, porque para dar aula o professor deve ter curso superior.


(     ) Outro.


6.     Qual é a causa da diminuição do número de professores?


(     ) Falta de valorização da profissão e baixos salários.


(     ) Falta de educação e limites dos alunos.


(     ) Dificuldade financeira para sua formação.


(    ) Outro.
Durante as aulas de Didática da Educação Infantil, a turma criou dinâmicas que trabalham a autoestima e autoimagem dos alunos. Então, ai vai uma criada pela dupla Bianca Alflen e Larissa da Silveira. Aproveitem!

Dispostos em círculo os alunos vão entoar a música, enquanto passam uma bola.
         "Passa passará,
         quando a bola parar
         o colega do lado
         você vai elogiar...
         PARÔ!"
 O aluno que estiver com a bola deve elogiar o colega do lado, conforme diz a música. E assim, segue a brincadeira.
 É importante conversar com a turma ao termino da brincadeira, questionando-os sobre o que acharam de suas qualidades , se foi uma atividade simples ou complexa encontrar um elogio para o colega, etc.

quinta-feira, 3 de maio de 2012






 
Patrícia Flores Saldanha

             Cada dia mais é importante aprender no Curso Normal como é desenvolvido o processo de aprendizagem das crianças para aprimorar o seu conhecimento nessa área. Escolhi o Curso Normal porque é uma profissão gratificante, tanto ao ensinar as crianças, mas também aprendemos muito com eles.

segunda-feira, 30 de abril de 2012


O Curso Normal Médio forma professores em nível médio para atuarem na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental. A formação é orientada pelas Diretrizes Curriculares Instituídas pela resolução nº02 de 19 de abril de 1999, que segue em conformidade com a Lei 9394/96.
De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas educacionais (Inep) de 2009, 20 estados brasileiros, oferecem Curso Normal em nível médio. Em vários deles com um número significativo de matriculas, sendo que o Rio de Janeiro é o estado que possui o maior número de matriculas seguido por Pernambuco e Paraná. Diante desse cenário começou a ser ventilada a proposta de resgatar os Cursos Normais. A idéia ganhou força na Conferência Nacional de Educação (Conae), em 2010 que rejeitou o trecho que foi para debate e que previa a extinção do Curso no país, aprovando por maioria a emenda pela manutenção do Curso Normal Nível Médio.

Projeto Tudo é Cultura - Abril 2012















1. IDENTIFICAÇÃO

• Título: Tudo é Cultura
• Período: 19/04/2012-04-12
• Professor coordenador: Claudia Passaglia, Cristiani, Juliana.
• Envolvidos na organização: Alunos do 1°, 2° e 3ª anos do Curso  Normal
• Clientela: Alunos do Mais Educação, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Professores e Funcionários.

2. JUSTIFICATIVA

Considerando a importância  de fortalecer o ato de ler, despertar para a significação da divulgação da cultura entre as pessoas, bem como tornar o ambiente escolar  prazeroso mediante os Clássicos Infantis, construiu-se  esse projeto.
Considerando que os índios foram os primeiros habitantes do nosso país, pois quando os portugueses aqui chegaram, no século XV, os índios viviam organizados social, política, econômica e culturalmente, e que durante vários séculos foram escravizados e destituídos de suas terras. Vivendo atualmente em reservas indígenas administradas pela Funai, sofrendo muitas vezes discriminação pela sociedade.  É fundamental que seja despertado, pela escola, a consciência da importância do respeito e valorização da cultura indígena, o que será evidenciado através das atividades propostas neste projeto.

3. OBJETIVOS

• Propiciar momentos de reflexão entre a comunidade escolar.
• Expressar sentimentos  através da oralidade
• Decorar o ambiente escolar.
• Apresentar esquetes teatrais.
• Conscientizar os alunos e professores sobre a  importância do ato de ler.
• Apreciar alguns Clássicos Infantis.
• Participar de atividades lúdicas.
• Divulgar Clássicos Infantis com entonação e  emoção.
• Oportunizar às crianças o conhecimento e valorização da cultura indígena e a realidade na qual estão inseridos.

4. DESENVOLVIMENTO

Atividades a serem desenvolvidas  relativas ao LIVRO INFANTIL:
Dia 19/04/2012.
Turma responsável 2101
Apresentação teatral – Jõao e Maria
Personagens: Maria – aluna Daniele; João – aluino Peterson;
Pai – Stefani; Madrasta – Natália; Bruxa - Liziane
Cantoras – Camila, Jéssica Felício, Brenda Évelin Santos
Turma responsável. 2207
a) Personagens caracterizados com divulgação, referente a Clássicos infantis;
b) Hora do Conto;
c) Livro humano;
d) Monstromática;
e) Elemento surpresa.

Cinco grupos e cada grupo realiza uma atividade.
a) Um grupo fará a caracterização do Clássico “Cinderela” e recepcionará os alunos na entrada da escola, depois divulgará para o Mais Educação.

b) A partir do conto “Branca de Neve”, um grupo fará Hora do Conto com os alunos do Mais Educação, na Ludoteca.
Hora: 14h
c) Um grupo deverá representar a obra “Chapeuzinho Vermelho” num grande livro com gravuras, nome da obra, autor. O grupo escolherá um aluno  para se caracterizar  como O Livro humano, no qual deverá vestir  a obra que cobrirá seu corpo e circulará pelo pátio e sala dos professores , fazendo a divulgação.
Hora : Intervalo
d) O grupo da MONSTROMÁTICA circulará pelo pátio da Escola divulgando seu livro.
Hora : Intervalo
e) Um grupo escolherá um momento especial da obra Pinóquio e, caracterizados, farão a apresentação no pátio para toda a escola, enquanto que os outros grupos circularão pelo mesmo.
Hora: 16h15min

Turmas responsáveis -  2306/2307
1) Alunos em grupo escolherão Clássicos infantis e representarão  os mesmos em forma de maquete e irão expor na escola.

Atividades a serem desenvolvidas  relativas à CULTURA INDÍGENA:
Semana Cultural Indígena – 12 /04/2012 a 19/04/2012
Atividades da turma  2306 com os alunos do CAT a partir de 16/04 a 18/04
• As  alunas foram divididas em grupos, cada grupo  elaborou atividades, como brincadeiras, músicas, teatro, rituais envolvendo a cultura indígena.
• Serão dois grupos no turno da manhã, exceto na segunda-feira, que terá apenas um grupo desenvolvendo as atividades. Na terça-feira serão dois grupos que farão rodízio nas turmas, enquanto um grupo vai a uma turma, o outro irá a outra, assim por diante. Este procedimento será feito até quarta-feira. Foi adotada esta metodologia para que todas as turmas fossem contempladas.
• Na terça-feira, no terceiro e quarto períodos, as atividades serão interrompidas, pois as alunas terão trabalho em sala de aula.
                                     
Cronograma das Atividades Dia:

Dia 16/04- responsável pelo grupo: Kaue  Horário: 9h 10min às 10hAtividades:
1° e 3° ano atividades em sala de aula. Montando a oca. (desenho e pintura).
4° e 5° ano brincadeiras no pátio. Cobra cega e Pirarucu fugitivo.
Dia 17/04- responsável pelo grupo: Magdala Horário 11h
Atividades para todas as turmas na Ludoteka:. Músicas indígenas e teatro.
Dia 17/04- responsável pelo grupo: Camila Machado
1° e 3° ano atividades na sala do 1º ano. Confecção de cocar. 08h20min às 9h10min
4° e 5° ano atividades no pátio. Brincadeiras indígenas. 08h20min às 9h10min
Dia 18/04- responsável pelo grupo : Franciele Specht  Horário 11h
Atividades na Ludoteka, todas as turmas  Explicação sobre as comidas indígenas. Será distribuído bolinho de aipim. Irão trazer pronto.
Dia 18/04 – responsável pelo grupo: Franciele Freitas Horário 8h20min
Atividade para todas as turma em sala de aula. Dobradura de índio. Em cada sala será exposto  um cartaz com as dobraduras das turmas.
                   
Atividades da turma 2307 com os alunos do CAT a partir de 19/04
Atividades desenvolvidas: Oficinas
Desenvolvimento: 
As alunas foram divididas em grupos, cada grupo elaborou atividades em forma de oficinas. Cada grupo desenvolverá um tipo de atividade sobre a cultura indígena.
     
Cronograma das Oficinas – Dia 19/04/2012 – Culminância das atividades
Primeiro Grupo:
Responsável pelo grupo: Adriana
Oficina de pintura: Será feito pinturas em todas as turmas. Poderá ser confeccionado cocar no 4° e 5°ano em sala de aula. Depois irão à Ludoteca pintar os alunos do 1° e 3° anos.(9h30min.)
Horário: 8h30min. às 9h10min. (4° e 5° ano) e ( 1° e 3° ano 9h30min. depois da merenda)
Segundo Grupo:
Responsável pelo grupo: Natália Reis
Museu do índio e vídeos ( mostrando habitação, rituais e danças). Será realizado com as turmas do 1° e 3° ano na sala da Ludoteca (terceiro piso).
Horário: 8h30min. às 9h20min. (ver horário da merenda dos alunos)
Local: sala da Ludoteca.
Terceiro Grupo:
Responsável pelo grupo: Sara
Artesanato: Serão confeccionados chocalho, colar, indiozinho no palito e pulseiras. Os alunos do 1° e 3° ano serão divididos em grupos, enquanto um grupo faz uma atividade outro confecciona outra.
Horário: 8h30min. às 10h.
Local: Ludoteca
Quarto Grupo:
Responsável pelo grupo: Tainara
Livro Gigante contando a História dos Índios. Apresentará para o 1° e 3° ano e depois para o 4° e 5° ano às 9h30min. às 10h.
Obs: pedir para o 4° e 5° ano trazer garrafa Pet de 600ml.
Na Ludoteca as alunas arrumarão a sala em forma de um semiquadrado onde os alunos passarão e participarão das atividades propostas pelos grupos em forma de rodízio. Enquanto o 1° ano olha o museu  o terceiro ano assiste a leitura do livro gigante e vice e versa. Depois o 1° faz o artesanato juntamente com o 3° ano divididos em grupos por atividades. Exemplo: grupo do chocalho envolvendo alunos das duas turmas, etc.

5. AVALIAÇÃO

O Projeto atingirá seus propósitos se todas as atividades programadas forem realizadas, houver participação, interação e dedicação de todos os envolvidos, Será realizada ao final do projeto pelas turmas que estarão envolvidas com o mesmo.

QUE VERGONHA!!



Como futuras professoras vemos com tristeza e indignação a atitude do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, que até agora não cumpriu a lei que garante o piso salarial nacional para os professores, esperamos que a sociedade gaúcha perceba e cobre essa falta de respeito com o magistério . Sendo assim nos solidarizamos com o CPERS/sindicado, no que segue:

“Acordo não garante o piso e fere plano de carreira. Tarso segue fora da lei
Basta a leitura do acordo firmado pelo Governo do Estado com o Ministério Público para se concluir que o governo Tarso, além de não cumprir a lei do piso, ataca o plano de carreira do magistério.
O acordo segue a mesma lógica da proposta apresentada pela ex-governadora Yeda Crusius e rejeitada pela categoria, uma vez que as vantagens, classes e níveis continuarão sendo calculados sobre o atual básico.
Segundo a assessoria jurídica do CPERS/Sindicato, o Estado e o MP estão legislando ao criarem, através de um completivo, vantagem ou modalidade de remuneração. Com isso, usurpam competência do Legislativo.
O acordo é uma forma de desobediência à sentença julgada pela Justiça estadual e também descumpre decisão do Supremo Tribunal Federal, que definiu o valor do piso como vencimento básico da carreira.”

CPERS/Sindicato

Curso Normal - Legislação Específica




FEDERAL:

• Lei 9.394/1996 - LDB - Arts. 13, 26, 35, 36, 62 - Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional
• Parecer CNE/CEB Nº 01/1999 - Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação de professores na modalidade Normal em nível médio
• Resolução CNE/CEB Nº 02/1999 - Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação de docentes da Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental, em nível médio, na modalidade Normal.
• Lei Federal Nº 10.639/2003 - Altera a LDB, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira", e dá outras providências.
• Lei Federal Nº 10.436/2002 - Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS e dá outras providências.
• Decreto Nº 5.626/2005 - Regulamenta a Lei Federal Nº 10.436/2002, que dispõe sobre a LIBRAS e o Art. 18 da Lei Nº 10.098/2000.
• Lei Federal Nº 11.684/2008 - Altera o art. 36 da LDB/96, para incluir a Filosofia e a Sociologia como disciplinas obrigatórias nos currículos do Ensino Médio.

ESTADUAL:

• Resolução CEED Nº 252/2000 - Fixa as normas complementares, para o Sistema Estadual de Ensino, à implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação de docentes da Educação Infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental
• Parecer CEED Nº 451/2001 - Responde a Consulta da Secretaria da Educação sobre Estágios no Curso Normal - Res. CEED nº 252/2000
• Resolução CEED Nº 288/2006 - Dispõe sobre os procedimentos para análise e aprovação dos Regimentos Escolares de estabelecimentos de ensino que integram o Sistema Estadual de Ensino.
• Parecer CEED Nº 340/1999 - Responde consulta do Sindicato dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul sobre o trabalho de estagiários.
• Resolução CEED Nº 297/2009 - Institui normas complementares às Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e trata da obrigatoriedade da inclusão do estudo da história e da cultura indígena nos currículos escolares das instituições integrantes do Sistema Estadual de Ensino.
• Parecer CEED Nº 622/2008 - Responde consulta sobre a implantação gradativa de Filosofia e Sociologia em todos os anos do currículo do Ensino médio nas instituições de ensino integrantes do Sistema Estadual de Ensino do RS.
• Parecer CEED Nº 621/2009 - Responde consulta referente à inclusão da Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS no Plano de Estudos do Curso Normal

ORIENTAÇÕES DA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EM RELAÇÃO AO CURSO NORMAL:

• Of. Circ. DEM/DP Nº 05/2004 - 31/03/2004
• Of. DEM/DP Nº 041/2004 - 20/05/2004
• Documento: "A Parte Prática na Formação de Professores no Curso Normal de Nível Médio (800h): Práticas Pedagógicas - 400 h e Estágio Profissional - 400 h" - 25/11/2004
• Of. Circ. DEM/DP Nº 176/2005 - 12/07/2005
• Of. Circ. DEM/DP Nº 054/2006 - 12/12/2006
• Of. Circ. DEM/DEFE/DP Nº 002/2007 - 16/03/2007
• Of. Circ. DEM/DP Nº 017/2007 - 17/08/2007
• Of. Circ. DEM/DEFE/DP Nº 090/2007 - 17/09/2007
• Of. Circ. DEM/DP Nº 019/2007 - 01/10/2007
• Of. Circ. DEM/DP Nº 21/2007 - 03/10/2007
• Of./GAB/DP/DEPLAN/SE Nº 144/2007 - 14/11/2007
• Of Circ. DEM/DP Nº 008/2008 - 22/08/2008
• Of. Circ. DEM/DP Nº 001/2009 - 16/02/2009

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Normalistas teatrando no dia nacional do livro infantil









Daniela como Pinóquio

Jessica e Maria Julia como Cinderela e sua fada madrinha

Kálita como a madrasta da Branca de Neve
Julia como fada azul

Jamiéli como Pinóquio e Brenda como Gepeto

Bianca como livro

Turma 2207